segunda-feira, 11 de maio de 2009

Ministro de Estado na Marcha da Maconha

Vergonhosa a participação do Sr. Carlos Minc, indigno Ministro do Meio Ambiente na Marcha da Maconha.
O que se faz com as "Leis" no Brasil, é coisa de louco !!!
Admitir uma atuação tão vexatória, deslavada e descabida como essa, é de fato reconhecer a falência do Estado.

Será que existe em Brasília algum deputado ou senador; isso se tiver alguém por lá que "ainda" se preocupe com o País; que valorize a dignidade, cujo objetivo não seja apenas o voto; que tenha coragem de denunciar a "conduta" do Ministro ??? Tenho saudades de Marina Silva.

"Hoje, o consumo de maconha enriquece os cofres do crime organizado e o considero um atentado à soberania brasileira.
O crime organizado é o estado paralelo, no qual impera a lei do mais forte e não as garantias legais democráticas.
Nunca imaginei que fosse testemunhar o Estado contra o Estado em ato tão explicíto.
A Marcha da Maconha fez indiretamente apologia de crime, pois o tráfico é tipificado como delito. Defendo que se adicione ao tipo de tráfico o "atentar contra a soberania do Estado, traficando drogas".
Os usuários precisam saber que, ao consumir maconha, favorecem o crime organizado e a violência, que, aliás, grassa na cidade do ministro." (Régis Bonvicino)

Um comentário:

Thy.. disse...

realmete! confesso que a primeira vista, com relação a este ato do ministro, imaginei que seria até bom para o brasil legalisar a venda de algumas drogas, para assim acabar com o trafico de drogas. Mas vejo que estou errado, isso também não vai fazer parar, por que se forem vender drogas como maconha e cocaina nos mercados, os comerciantes irão ter que pagar impostos daquele produto ao governo, fazendo assim com que as drogas fiquem ainda mais caras do que nas mãos dos traficantes. Ter o ministro nesta marcha é realmente uma vergonha, por que é um incentivo do estado ao crime de consumo a intorpecentes!